segunda-feira, 4 de junho de 2012

Resta um(a)! Grupo "eu sozinha, sempre".

Sou a Blue".
Detesto cães e gatos!
Sou filha da Mia, de sua primeira ninhada.
Gosto de ficar sozinha, na garagem.
Quando chego de minhas voltinhas, mio em cima da escada, pedindo para me abrirem o portão. Antes eu descia no pátio, mas surgiram os Sarnowskis...

Já contei aqui no blog como assumimos a Mia, a gata da vizinha, junto com sua última ninhada (Docinho, Ursinha, Zulu, Negresco e Lindinha) e a ninhada de Blue (Black, Mickey e Kaia).

Assim que desmamou seus filhotes, Blue negou-se a permanecer com eles; é a única da família que não abriu mão de sua liberdade; nem por isso a amamos menos. Com Blue, completamos o "censo" da turminha do Miados Mil.

7 comentários:

Karina disse...

A Blue pode até ser arisquinha, mas é uma fofa!
Beijos

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Lindona essa menina,rs.Beijos Gisa, linda semana a todos.

Diulara disse...

Os gatos e suas personalidades intrigantes, né?
Mia é linda!
E apesar do jeito independente, conserva uma carinha doce que exala ternura...

Beijos,
Diulara e família felina

Beth disse...

Que bom encontrar-te aqui.
Podemos ter dois ou cem gatos que jamais encontraremos personalidades idênticas. Cada um tem sua peculiaridade e aí, quando a vida nos obriga ao afastamento de um que seja, nosso mundo diminui, fica pequenininho e muito do viver perde a graça.
Beijos,
Beth

Milene disse...

Owwwnnn gisa, como pode, nè? Tão semelhantes na elegância, no porte, nos movimentos. Mas na personalidade... cada um na sua e todos - SEMPRE - adoráveis.
E eu sou daquelas que não tem preferidos: amo os felinos quietinhos, os moleques, os brabinhos, os ronronentos, os mimizentos, os maluquetes, os comportadinhos... Amo todos.
Tu tens aí em tua casa magníficos exemplares de cada. Sorte grande poder ter bigodes tão queridos e confiantes.
Bjocas e ótima semana.

Nikita disse...

Ai que turminha maravilhosa!!...como eu amo gatos, são lindos e maravilhosos!!..:)

Bjs, Néia

Blog da Rutha disse...

A Blue é linda e está certa, é melhor viver sozinha e ter liberdade! Essa é a vida que a Rutha gostaria de ter, mas infelizmente vive presa em casa com o "resto" dos peludos. A Pink já tem outra personalidade totalmente diferente e só quer ficar em casa grudada comigo. O amor que sentimos por seres tão diferentes é o mesmo (nem sempre!) mas o amor que eles sentem por nós é tão imenso que vale a pena passar por tantos tropeços. As minhas também se negavam a ficar perto dos filhotes depois de desmamados, por isso a Rutha e a Pink não são amigas.
Beijos
Laís