segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A dança dos gatinhos

Falei rapidamente por aqui que a Sarninha (nossa visitante/moradora de cima de nossa lavanderia) teve novos filhotes há um mês e que seu(sua) filho(a) Muffin estava excessivamente gordo(a).

Fora a caixa perto da beirada da laje (onde Sarninha teve os filhotes), elaboramos novo abrigo próximo à caixa d`água, como fizemos com a ninhada anterior de Sarninha. Ela logo levou os filhotes para lá.

Pois bem, há duas semanas Muffin emagreceu, mas não sabíamos o que aconteceu com os filhotes; a caixa perto da caixa d`água não permite visualização do seu interior e não queríamos mexer nela para não assustar as gatas. Além disso, às vezes eles descem para a casa ao lado, de onde são originários; poderia ter tido seus filhotes por lá.

Na última sexta-feira à noite meu filho estava fazendo um churrasquinho  com amigos na churrasqueira que fica no canto oposto do pátio, quando notamos uma movimentação estranha em cima da lavanderia. Fomos espiar e vimos Muffin carregando gatinhos de uma caixa para outra. Estranhamente ela levava um filhote para a caixa próxima da beirada da laje, "dava um tempo" lá dentro e saía com outro gatinho (ou o mesmo) e levava para a outra caixa; parecia agitada. Depois Sarninha entrou na"dança"; chegavam a se cruzar, uma para cada lado, carregando um gatinho.

Sábado pela manhã havia vários gatinhos na caixa próxima da laje (que permite a visualização do interior): os maiorzinhos já se aventuram na beirada da caixa; os menorzinhos ficam amontoados no fundo da caixa; as mães se revezam ou ficam juntas lá dentro.

Por que será que fizeram as "mudanças" naquela noite? A tentativa era separar as ninhadas? Quem sabe!

Só sabemos que há vários gatinhos lindos na caixa: preto com detalhes brancos; preto com mais branco; preto com preto...



A foto do post é de junho; não quisemos assustar as mamães tirando fotos.

A gatinha da esquerda é Sarninha e a peludinha da direita é Muffin.

9 comentários:

Sandra =^.^= disse...

Parecem a minha Chiquinha.
São lindas.

Andrea Sassaki disse...

Eita cumadre....que estejam com saúde e que te façam a "vovó" mais feliz do mundo!
Um beijo!

Rutha/Pink/Barum/Luna disse...

As gatas são muito maternais e cuidam com muito cuidado dos filhotes. Acho que elas estavam preocupadas com a movimentação da sua casa, talvez pensando se não ia ter um churrasquinho de gato...
Elas são lindas e os filhotes também devem ser. Super bigodudas...
Beijos
Laís

Milene disse...

Lindas, lindas!!! E os bigodes??? Bigodões delícia hehehehe!!

Claudia disse...

São lindas!

Você spor ai com tantos filhotes e por incrível que pareça minha amiga quer adotar um e não consegue. Acredita?
bjs

Gisa disse...

Obrigada Sandra! Elas são mesmo muito fofas. Beijos
Oi comadre! Obrigada! Torço muito para que eles sejam bem saudáveis e, se possível, todos machos kkkk Beijos
Oi Laís! Também pensei nessa hipótese; só estranhei que acabaram trazendo os gatinhos para a caixa que fica mais perto da borda. Vai entender... Já conheci os três filhotes mais velhos; o mais sapeca é o Trakynas, ele tem um risquinho branco na vertical na carinha e as patinhas de trás são brancas; um outro é bem semelhante à mãe e o terceiro parece todo pretinho. O Trakynas é o único que sai da caixa às vezes. Beijos
Oi Milene! Também adoro os bigodes e "sobrancelhas" brancos". Beijos
Oi Claudia! Esta "enxurrada" de gatinhos está me preocupando. Os de casa são todos castrados, mas "lá em cima" o fenômeno da multiplicação está em ação. O pior é que são muito ariscos e também não tenho um local livre em casa para mantê-los pré e pós-castração, caso contrário eu nem consultaria seus "donos", já que praticamente se mudaram. Acho incrível com tantos animais abandonados por todos os lados não estares conseguindo um filhote para tua amiga! Queres que te mande alguns por Sedex??? kkkk Beijos

Nikita disse...

Ai meu Deus!! Que coisa mais linda! Fico derretida com filhotes, adultos, velhinhos...rsrsrs enfim todos mas, como são lindasssss! Se eu pudesse adotaria todos...hehehe Amo de paixão.

Beijos! Néia

Gisa disse...

Oi Néia! Gatos são tudo de bom mesmo, independente de cor, tamanho, feitio kkk Beijos mil

Elaine Figueira disse...

Olá, tudo bem? Seria interessante que os filhotes tivessem contato humano (físico) pois eles passam por um período se não me engano até os 2 meses que chama-se período crítico. Neste tempo é necessário que ele veja, sinta o toque e carinho dos seres humanos para se tornarem gatos fáceis de lidar, de dar comprimidos, de levar em caixas de transporte, etc. Ui! Fiquei com vontade de fazer um post.

Bom filhotes são tudo de bom de lindos, em qualquer espécie. Muita saúde a todos e que arranjem um lar amoroso e eterno.