terça-feira, 1 de dezembro de 2009

O bem vence o mal?



Ontem li um post da Elaine do Um pouco de mim, que me deixou pensativa. Diante de todas as maldades cometidas pelos seres humanos contra os animais e mesmo contra crianças e bebês humanos que ocupam as manchetes, ela indaga se o número de pessoas más supera o das boas.

Quero crer que isso ainda não ocorre. Caso as atrocidades fossem maioria não seriam notícia e não chocariam a maior parte da população.

Falando especificamente dos animais, que são a razão de ser deste blog, destaco três tipos de pessoas:

- as que os maltratam;
- as que são omissas em relação a eles;
- as que os amam e procuram ajudá-los.

Cabe ressaltar que aqueles que os amam, nem sempre têm condições ou conhecimento suficientes para ajudá-los da melhor forma. Aqueles que não esterilizam seus animais e, mais cedo ou mais tarde, são responsáveis por animais abandonados, não são necessariamente pessoas más: pecam pela sua ignorancia ou, muitas vezes, falta de condições financeiras que lhes permitam pagar as castrações.

O ser humano é falho? Claro, todos nós somos, se não não seríamos "humanos". Arrogante é aquele que acha que não tem defeitos; reconhecê-los já é uma virtude.

Verdadeiramente mau é aquele que descarrega de forma covarde suas frustrações em cima de seres indefesos como animais e crianças e esses, quero crer, são a minoria, mas, infelizmente, em número suficiente para gerar um grande número de atrocidades.

E a omissão? É o comodismo; o virar o rosto para o outro lado; o fazer de conta que não está vendo... Claro que todos têm um limite em seu poder de ajudar, mas se todos os que se omitem fizessem um pouquinho...

10 comentários:

Andrea Sassaki disse...

Oi amada....olha, eu não peco por omissão, mas por não pensar direito antes de agir.
Quero ajudar todos, abraçar o mundo e no fim, acabo me dando mal. Mas é de minha natureza, sempre fui assim e não consigo mudar, nunca.
Um beijo!

Anya disse...

Yes they are many sad story 's
I now :(

But we LOVE cats and take care just like a baby :-)

Arte dos Gatos disse...

Belo post Gisa! Mas eu creio que o número de pessoas más está crescendo muito!
Bj

Claudia disse...

Gisa,
Acho que até agora pouca importância foi dada aos animais e muitos ainda os cria como antigamente. Acho que não existem culpas e sim falta de informação, pelo menos no que diz respeito a castração, cuidados em aptos.
O importante é divulgar cada vez mais as informações que ajudam a esclarecer nossas dúvidas.
bjs

Ju disse...

Concordo que o número de pessoas más é minoria, mas acho também que o lado ruim das pessoas tem aflorado com muito mais frequência do que antigamente... Sei lá, acho complicado rotular pessoas em boas e más, acho que pra atingir o grau de maldade que vemo
s por aí, a criatura nem pode ser considerada gente, pois gente,por mais ignorante e alienada que seja, não machuca deliberadamente outro ser vivo... Tema complicado e ótimo post!Bjos

Cães e Focinhos disse...

isso e terrivel,descobrir qta m,aldade ha no mundo,sei la fico pensando seria tao mais facil sermos bons,vivermos em paz,porque alguns querem mais que os outros e princ querer o que e dos outros,pra que usar drogas?p que roubar?p que maltratar?

Gisa disse...

Oi comadre: Não muda não querida, é por isso que gostamos tanto de ti! O retorno do bem também chega. Beijos
Hi Anya! All in the life have two sides: Yes we LOVE cats and they are our babies! Kisses
Oi Simone: Pessoas más sempre existiram, basta ver a história da humanidade: gatos já arderam em fogueiras ou eram usados como meros exterminadores de ratos. Será que o que está ocorrendo mais hoje em dia não é a denúncia, o repúdio a essa maldade? Será que atualmente não existem mais defensores dos direitos dos animais? Beijos
Oi Claudia: Concordo plenamente contigo; quando usei o termo "ignorancia" no post, foi exatamente no seu real significado de falta de informação e conhecimento, não em sentido pejorativo. Acho que a vida é um eterno aprendizado. Beijos
Oi Ju: Também detesto rótulos ou julgar as pessoas, mas esses monstros que maltratam animais e crianças por puro sadismo são MAUS de verdade! Beijos

Gisa disse...

Oi Bernadete: Pois é amiga, o mundo podia e devia ser bem mais fácil e melhor... Beijos

Gata Lili disse...

A falta de informação, educação é o nosso maior problema neste país. Triste é que nossos animais pagam uma conta tão cara por algo que não fizeram.

Gisa disse...

Oi Lili! Concordo contigo: os inocentes é que sofrem as consequencias... Beijos