quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Adoção


Rafa Brown - meliante #1


Black - meliante #2


"Hummm, Nestea de pêssego..."

Lendo recentes postagens de amigateiras, vi que uma matéria muito ventilada quanto à adoção é a idade dos gatinhos: adotar um adulto ou um filhote e o porquê da opção.

Argumentos a favor dos adultos:

- São animais com personalidade já definida;

- Costumam ser mais calmos, ou seja, não fazem tanta bagunça ou estragos;

- Normalmente são preteridos nos processos de adoção, porque os adotantes preferem filhotes.

Argumentos a favor dos filhotes:

- São mais brincalhões e agitados, sendo a melhor opção para quem deseja um animalzinho com tais características.

Pensamentos avulsos de uma gateira antiga, cheia de gatinhos e ainda em eterno aprendizado sobre eles e com eles (eu):

- Quem pega um filhote tem que se lembrar que o filhote de hoje é o adulto de amanhã (e a infância dos animais é tão curta...);

- Os filhotes são mais frágeis e dependentes, e por isso podem ter mais urgência em conseguir um lar só seu;

- Quando pegamos Chuvisco (nosso último resgatinho), o fizemos, apesar de sobrecarregados de animais, porque era um filhotinho miando desesperado na rua em um dia de chuva;

- Quando pegamos Penny (nossa Pretinha) da rua, o fizemos, apesar de já termos vários gatinhos, porque era uma gatinha adulta, maltratada e assustada;

- Os gatinhos, assim como as pessoas, tem personalidade própria; nem todos os adultos são iguais, assim como nem todos os filhotes o são;

- Nosso gatinho Palito é um adulto jovem e muito mais ativo e bagunceiro do que alguns de nossos filhotes;

- Uma dúvida minha é: caso todos os adotantes escolhessem os gatos adultos dos abrigos, os filhotes ali existentes não se tornariam em breve também adultos preteridos?

- Gostei de algumas idéias que já li de várias gateiras: se fores escolher um gatinho em um abrigo, faças isso sem modelos preconcebidos: reconhecerás o "teu" gatinho; ou melhor ainda: "ele" te escolherá.

- Nunca fiz tal escolha: nossos gatinhos vieram a nós das formas mais variadas, como quem ler nossos posts pode verificar. Acredito que se me encontrasse frente a frente com vários gatinhos, tendo que escolher apenas um para dar um lar, iria me sentir muito dividida.

E aí amigateiras, qual a(s) opinião(ões) de vocês???

Edição Extra!!!

São 20:00 hs, enquanto termino este post escuto estalos de galhos quebrados: no pátio encontram-se 11 mini-vândalos (ih, esta ainda tem hífen? - não tenho tempo de consultar as novas regras agora! Ih, hífen ainda leva acento??? kkk) arrasando com as minhas hortências e meu pezinho de jasmim estrela ainda em fase de crescimento!!!! Pena que não tenho uma máquina boa capaz de registrar o crime e os criminosos (está em projeto, mas eles dão tanta despesa...)

14 comentários:

Silvia disse...

menina,
quando decidi adotar um gatinho, não me passou pela cabeça um filhote. Sempre quis um adulto, e calmo, por que morar em apartamento poderia ser muito sofrido se o gato fosse muito agitado... e foi assim que escolhi a Lina! Na verdade, tinha escolhido uma pretinha chamada "Coragem", mas ela era muito assustada e a protetora sugeriu a Lina (que se chamava Rouquinha). Mas depois, o Algodão e a Jade foram também casos de desespero... surgiram e não pude recusar! :D e os amo tanto!
Bjocas!

Lyra Líbero disse...

ai menina, tô q nem vc hehehehe... além do Nanquim, peguei mais uma pequenina, uma escaminha.
Sabe, adotei a Pan filhote, mas ela se tornou ciumenta. Se um dia for adotar outro, darei preferencia à adulto, sabe? e um pretinho(a) ainda. Acho que são iguais com caracteristicas diferentes. Adultos e filhotes merecem lares bons. Beijocas!

Gisa disse...

Oi Silvia e Lyra: Independente de serem adultos ou filhotes a gente se apaixona por eles mesmo, não é? Eu amo muito todos os meus, em suas variadas idades. Bjs

Andrea Sassaki disse...

Gisa, bom dia!
Bem, ontem eu fui na casa de uma protetora aqui da minha cidade...ela tá com um monte de filhotes abandonados e um tantão de adultos encalhados. Sabe que um garotão pretinho com olhões amarelos me deu a maior atenção? Disse que por enquanto vou ser a madrinha dele e de mais alguns, pois ainda não consegui minha casa. Sério, foi amor à primeira vista! kkkkkkkkkk....
Mas, obrigada pelas dicas e quem sabe até o meio do ano, eu esteja numa casa, com meus focinhos e talvez dois ou três bigodes.
Beijocas!

Claudinha disse...

olha, os meus 4 são pq eram pra serem meus.... quando vi o Toco lá na Usp, botei o gato dentro do carro e fui pro Vet.. nem pensei duas vezes.... com a Teca mesma coisa.... eles escolhem a gente.... eu ficaria perdida numa ONG pra tentar escolher um gato... levaria todos, rs

Luzinha disse...

adulto ou filhote, gato é tudo de bom! se eu pudesse, teria todos os gatos que eu gostaria aqui, mas infelizmente não dá... uma pena! bom seria se eu morasse numa casa... quem sabe um dia! já joguei pro astral, quem sabe mais cedo, ou mais tarde, acaba acontecendo!

tomara!

bjão prá toda família Le"g"al!

Japa Girl disse...

Acho que eles te escolhem. Meu primeiro, Ricky, foi o único que peguei filhote. Apareceu em casa, peguei. Mas tb acho que ele ficou muito ciumento por viver 1 ano sem companhia de outros gatos. Todas as minhas meninas vieram adultas porque eu já não ficava em casa, e deixar filhote à solta, sem supervisão, é perigoso. Lógico que se aparecesse um filhote no meu caminho eu não ia dizer "não", mas, se puder escolher, prefiro os adultos.
Bjo!

Gisa disse...

Oi Andrea: Ah essses pretinhos são tudo de bom, eu tenho 3 e são todos uns amores (não dá para entender como tem gente que não gosta!) Estou torcendo para que dê tudo para ti e teus bichinhos. Bjs
Oi Claudinha: Nossos bichinhos parecem mesmo já destinados à gente. Eu não me imagino mais sem os meus. Bjs
Oi Luzinha: Concordo contigo e quanto à tua futura casa, o que tiver que ser será (eu acredito em destino). Mas já tens uma família linda! Bjs
Oi Japa: Eu também acho que, sempre que possível, os adotantes devem ser escolher o bichinho que melhor se adapte a seu estilo de vida e personalidade. Infelizmente o que não faltam são bichinhos abandonados para escolher, de todas as idades, cores e temperamentos. Bjs

Andrea Sassaki disse...

Oi amore! Lógico que eu vi o Flocky!!! Lindeza!!! Um ótimo sábado pra vc! Beijocas!

Gisa disse...

Oi Andrea! Um ótimo sábado para ti também! Bjs

Crazy Mary disse...

Oi Gisa!
Eu sou a favor da adoção independentemente da idade! O Bubbles foi adotado filhote, a Theca foi adotada adulta. Eles se dão muito bem, ele venera ela... Também concordo que o adotante deve escolher o que melhor se adaptar ao seu estilo de vida. Quem tem pique pra filhote, adote filhote, quem prefere adultos, adote adultos! O importante é adotar e amar!
bjo!
PS: aquela foto de gato gordo lá no Bigodes não é do Bubbles!! O panceps dele não é tão gigante assim! rs!

Gisa disse...

Oi Crazy: Eu achei que não poderia ser mesmo o Bubbles, é gordo demais, mas a pelagem combinava... Bjd

milene widholzer disse...

Oi Gisa!
A Soninho e Mina é que me escolheram e o Johnnyzinho foi acolhido da rua, pequeninho, pela minha mãe, um caso de amor à primeira vista. Tanto adultos quanto filhotes merecem uma família.Gatos são fascinantes mesmo. Ei Gisa, tem uma gang atacando tuas hortências? Kkkkkkkk. Uma gang muito linda!
Bjinhos

Gisa disse...

Oi Milene: Minha gang é muito fofa mesmo; vale a pena o estrago kkk Bjs